Nossa História

Conheça um pouco da nossa origem!

Nossa origem

Genival Leite Lima, fundador do CEAAL, no Centro de Ciencias de Alagoas em 1989.

Sua origem data de 1978, com Genival Leite e Lima, após fazer um curso de iniciação à astronomia em Recife, no Clube Estudantil de Astonomia – CEA. Ao retornar a Maceió, começou a fazer observações solares (contagem de grupos de manchas solares usando projeção) e criou, em sua residência, o Observatório Astronômico Fomalhaut. O instrumento usado era uma pequena luneta de 2″ (5 cm de diâmetro) e f/10, emprestada a ele. Ainda assim Genival foi responsável por alguma divulgação da Astronomia em Alagoas e sempre acolheu todas as pessoas que se interessassem pela ciência. Genival também promoveu alguns cursos de Astronomia, todos introdutórios, compartilhando o que havia aprendido.

Nosso crescimento

Por cerca de dez anos, o grupo promoveu várias atividades, destacando-se cursos de Astronomia (de caráter introdutório), mostras comemorativas ao Dia Nacional da Astronomia (2 de Dezembro) e pernoites de observação. Também foi uma constante, desde o início, ações de divulgação, como levar pessoal e instrumentos (a antiga luneta e mais um ou dois binóculos) para escolas e até praças públicas. Em 1985, através de Genival, o grupo estava sediado no Centro de Ciências de Alagoas – CECIAL, órgão estadual localizado no então Complexo Educacional Antônio Gomes de Barros – CEAGB (hoje novamente denominado de CEPA, seu primeiro nome). O CEPA é uma grande área onde funcionam várias escolas públicas estaduais, mais órgãos de apoio. O CECIAL era um destes órgãos de apoio, com a função de servir como laboratório de ciências para todas as escolas, e também apoiar ações dos professores de ciências.

A integração do grupo de astronomia ao CECIAL foi natural, devido à coincidência de objetivos de ambos os lados. O CECIAL forneceu uma sala para servir de sede para o grupo, e este apoiava o CECIAL em atividades que envolvessem Astronomia e abria suas portas três noites por semana para atender gratuitamente toda a comunidade.
Graças à participação da Secretaria Estadual de Educação, e ao interesse no cometa Halley, foram adquiridos três telescópios refletores newtonianos de 7″ (17,5 cm de diâmetro), usados para várias observações e atividades públicas.

Comments are closed.